Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

domingo, janeiro 15, 2012

Cabeça feita em água

Mas sensação de dever cumprido!
Depois de alguma dificuldade em obter os materiais necessários, lá consegui acabar a recensão crítica sobre um texto de Adorno.
Nunca tinha lido Adorno, e calhou-me logo um texto num inglês um bocado macarrónico sobre Jazz (para quem não sabe, sou um bocadinho alérgica a Jazz, que se há de fazer).
Estava um bocadinho receosa, mas até havia ideias interessantes.
Algumas não faziam, para mim, muito sentido, mas deu para perceber a lógica por detrás das ideias dele. Confesso que até gostei minimamente.
Mas não o suficiente para, de livre vontade, voltar tão cedo a ler Adorno. Ou a ler sobre Jazz, verdade seja dita...

Share |





"Nosce te ipsum"

6 clips:

Luís C. F. Henriques disse...

"Why Adorno Hates Jazz"? Não me digas que foi esse. Se foi não é de Adorno, mas sobre Adorno. Epá confesso que algumas das ideias dele atá concordo, sobretudo algumas sobre a indústria cultural"... mas outras são tão "anos 60" (neste caso anos 40 e 50).

Desejo-te boa sorte nessa empresa Adorniana.

bjos

Rita disse...

Não, era mesmo de Adorno: "On Jazz". Concordei com a lógica de algumas coisas. Já outras... bem... digamos que nem por isso!

Shell disse...

Bem Rita, ainda bem que conseguiste passar essa fazer do Jazz e do Adorno para avançar para outras coisas que pelo menos aches mais interessantes :) * beijinho

Luís C. F. Henriques disse...

Conheço o título... mas o conteúdo, apenas superficialmente. De qualquer forma são escritos que, apesar de em alguns momentos terem uma actualidade brutal, estão muito datados. Fazem parte de uma época, de uma escola de Sociologia (Frankfurt, creio) e de uma reacção a movimentos culturais desajustados ao nosso pensar actual.

A título de curiosidade, quem venera(va?) o pensar de Adorno é o nosso ilustríssmo ex-prof. BET. ehehhe

Bjos

Mary disse...

Gostos são gostos e são relativos, às vezes somos "obrigados" a trabalhar com temas que até nem achamos grande piada, mas depois no fim, até achamos a sua graça por ficarmos a conhecer toda a história do tema em questão.
Beijinho ;)

Lily disse...

Deixei-te um selinho,vai ver:) Beijinhos***

Rascunhos antigos