Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Do nosso Natal

Confesso que este ano estava muito, mas mesmo muito, difícil sentir o espírito natalício.

Havia toda uma confusão de sentimentos dentro de mim, que não me deixava sentir a felicidade que esta época deveria trazer.
Mas aos poucos a situação foi melhorando, e no dia 24... a Rita parecia uma menina pequenina.

Certas tradições foram mantidas, como o fazer as filhozes.

Mnham, se eu gosto de comer filhozes, ainda mais gosto de as fazer!

Vai daí, passei o 24 a amassar, bater, estender e recortar as filhozes, as quais depois a Supar-Mãe e a Super-Tia fritaram e melaram.

Só vos digo... que maravilha! Fazer filhozes com o E. ao lado e a ouvir canções de Natal... bem, era preciso ser uma rocha para não sentir o espírito.

A consoada foi uma maravilha, o famoso bacalhau com couves, regadinho de azeite e limão ou vinagre... estava com um aspecto tão bom que às 7 e meia estava toda a família na mesa a jantar!

O Pai-Natal este ano foi um querido comigo. Pela primeira vez em muitos muitos anos, não recebi nenhum livro ou par de brincos ou creme corporal. Não. Recebi algo muito mais importante: o primeiro Natal com o E., o primeiro Natal que ele me viu celebrar, o primeiro Natal de que ele fez parte comigo. E isso vale por toda e qualquer prenda material. Só a alegria de estar com ele ao lado da minha família... isso é indescritível. A alegria infantil de desembrulharmos prendas que foram endereçadas aos dois, a alegria infantil de ele desembrulhar a prenda que eu lhe dei, a alegria infantil de um primeiro Natal... essa ninguém ma tira!

E o dia 25 ainda foi mais especial, pois os pais dele juntaram-se-nos em casa dos Super-Pais, e conseguimos reunir a família inteira. E é isso que o Natal deveria ser sempre. Mais do que as prendas, é a reunião familiar... e essa foi fenomenal.

Dia 25 à noite fomos para casa dos pais do E., e aí celebrámos um pouco com as tradições deles, e também foi muito muito bonito.

Natal a dobrar, reuniões familiares, amizade, paz, alegria... foi bom, foi muito bom.

Espero que todos vocês também tenham tido um excelente Natal!

(E agora com a vossa desculpa, vou voltar para os milhentos trabalhos teóricos que tenho que acabar...)

Share |







"Nosce te ipsum"

3 clips:

Luís Henriques disse...

Minha cara isso é que é qualidade de vida! É isso que se quer!
Feliz Natal e boas entradas!

Rita disse...

Pois é, Luís, foi mesmo muito bom =)
Uma excelente passagem para ti também =)
Um grande beijinho e faça o favor de se divertir! =)

Elias disse...

Pois é, foi mesmo qualidade de vida, foi muito bonito e muito bem passado :)... e é como dizes, o mais importante é a reunião com a familia, mais do que qualquer prenda, celebração ou festa...

Rascunhos antigos