Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quarta-feira, maio 26, 2010

"O sonho da malta"????

Ontem cheguei a casa, morta de cansaço, vinda de Évora e, depois de colocar o pijaminha confortável e tudo o resto, alapei-me no sofá com a mana mais querida e ficámos a ver desenhos animados (que àquela hora era a única coisa decente a passar pelos 4 canais portugueses...).
Acabados os desenhos, surge o que penso que seja um hino de apoio à selecção (???).
Então fiquei a saber que "um dois três vamos à final, o sonho da malta é que ganhe Portugal". Repetido ad infinitum durante largos minutos, nuns bonecos animados por computador ou lá o que era.
Portanto o sonho da malta é que ganhe Portugal...
E eu, ingénua, tola, que pensava que o sonho da malta era que a crise acabasse, o subsídio de férias fosse intocado, o desemprego baixasse, os impostos descessem em vez de subirem, e por aí fora...
E à noite, à espera que o Super Miúdos começasse, ouvir um locutor todo excitado com a possível e depois concretizada selecção de Portugal para a Eurovisão. "Eu tremo por todos os lados", dizia o senhor.
Se calhar sou eu que sou demasiado exigente, demasiado intransigente, mas...
É só a mim que isto parece a antiga teoria romana de "pão e circo"?...
Não sou nada contra a Eurovisão, ou o Mundial, ou o que quer que seja, até porque todos precisamos de um pouco de festa na nossa vida.
Isso não está em causa, pelo menos da minha parte.
O que eu ponho em causa é o mediatismo de tudo isto.
Então os raios dos bonecos a repetirem vezes e vezes sem conta que o sonho da malta é que ganhe Portugal?... Irritante... muito irritante...
O que interessa a baixa de salários, o aumento dos impostos, o crescimento do desemprego, a instabilidade social que vai crescendo? Desde que Portugal fique apurado para a Eurovisão e que ganhe o Mundial, temos os problemas todos resolvidos.
Céus, como eu adoro viver neste país...




"Nosce te ipsum"

13 clips:

Olhos Dourados disse...

É porque para muita gente fala-se de bola e esquecem tudo!

Rita disse...

Exacto... mas já é demais!

Elias disse...

Pois... é sempre o mesmo problema... chega a enjoar (e atenção que gosto de futebol), e de notar que acontece com muitas coisas, não só "pão e festas" como tu dizes, também acontece com coisas más... é simplesmente aquela tendencia horrivel que os media tem, de repetir e repetir e aproveitar "n"-vezes e a perder a conta, passarem as mesmas coisas ou da mesma temática... lembram-se quando foi aquele caso de Bullying que acabou tragicamente? durante dias, metade do primeiro jornal e afins eram relatos de casos de bullying e comentadores convidados sobre isso e e não sei que... parece que é mesmo para desviar a atenção daquilo que interessa... mas olha, não acho correcto dizer q seja uma coisa deste país... acho q é sim uma tendencia que se nota em todo lado, e cada vez mais... ainda noutro dia tive ocasião de voltar a ver televisão alemã durante uns minutos, e por acaso apanhei o telejornal do primeiro canal: estava de aparencia quase igual como quando deixámos a alemanha, há quase 13 anos! :O :O e igualmente curto e incompleto, deixando de fora a maior parte das noticias internacionais (excepto as mais importantes)...

No fundo vai dar tudo ao mesmo: é o próprio cidadão que tem de tratar, por iniciativa própria, de se por ao corrente das coisas, por diversos meios. Na prática, como não há tempo, acabamos sempre por apanhar apenas metade das coisas e por uma óptica manipulada, e não interessa o canal ou o jornal que preferimos....

Rita disse...

Elias: Sim, tens razão, acredito que não seja só em Portugal que isto acontece, mas eu só posso falar pela realidade que conheço. Tu podes comparar com a Alemanha porque és alemão e tens dois termos de comparação.
Disseste uma grande verdade: temos que ser nós a procurar a essência das coisas, porque por muito independente que um jornal ou um canal televisivo seja, nunca se conta a verdade toda. Acho que não há quem acredite nisso. Eu não acredito...

Dark angel disse...

É por isto que ando a ponderar emigrar! ( pronto, confesso que não é directamente por isto, mas acredita que ajuda...)

E depois já ando numa fase de cortar os pulsos com a coisa da selecção. Porque o que é demais é erro, sempre ouvi dizer. Qualquer dia transformo-me em power ranger ( o cor de rosa, que é para saberem que sou menina mas sei fazer estragos :D ) e metralho tudo à minha volta quando começar pela miliquintiliopentilionésima vez a música do " i´ve got a feeling " dos black eyed peas, que tenho também o pressentimento que ainda estou só no início da picada... nojo...

Beijo :)

Rita disse...

Dark:ahahahaha era giro emigrares por causa do mundial e da vuvuzela e do I've got a feeling (que confesso, gosto bastante...).

Ena pá, a power ranger cor-de-rosa! Eu achava-a o máximo, precisamente por ter a minha cor favorita, ser rapariga e dar umas valentes porradas nos mauzões!!! :P

Mas sim, o que é demais enjoa... e sinceramente neste país parece que só se fala de futebol, vuvuzelas, selecção... nesta altura é terrível! E entretanto o desemprego aumenta, pagamos mais impostos, recebemos menos, perdemos subsídio de férias, torna-se cada vez mais difícil arranjar empréstimo para comprar casa ou o que quer que seja. Quem ainda se safa são os deputados, que vão ganhar mais 25% de ajudas de custo. Acho que errei a profissão... em vez de arqueóloga ou professora de piano, deveria ter sido deputada... infelizmente,não tenho perfil para política, já que a honestidade é das coisas que mais prezo!

Beijinhos =)

(e considera arranjar uns tampões para os ouvidos, lol, assim não ouves a vuvuzela, nem os black eyed peas, nem tão pouco uma música irritante que continua a afirmar que o sonho da malta é que ganhe portugal...)

João disse...

Olá a todos,

sou uma das pessoas envolvidas na criação do dito clip dos "bonecos animados por computador". Em rigor - e não estando a puxar a brasa à minha sardinha - esse clip é somente aquilo que é: um vídeo para a criançada poder cantar e dançar, daí a repetição ad eternum do que é "o sonho da malta". Espero que a pequenada com quem o clip foi visto tenha gostado e no final do segundo refrão já cantasse e gesticulasse.

Se é para aplicar um pensamento adulto a um DVD infantil, podemos pensar que a criação desse DVD contribuir para o PIB português, gerou riqueza e trabalho momentâneo, fruto de espíritos empreendedores com sentido de oportunidade. Se isso não é remar contra a corrente que temos, então entrego as armas.

Um bem haja!

Rita disse...

João:

Desde já o meu muito obrigada pela sua participação e pelo seu ponto de vista. Realmente não tinha pensado nas coisas por esse prisma, e na realidade não vi o clip com uma criança tão pequena que me permitisse avaliar o como reagiam. Peço desculpa se ofendi o seu trabalho - acredite-me que não foi, de todo, a minha intenção. Creia-me que não foi. E só lhe tenho a agradecer ter-me dado o seu ponto de vista =) A sério, muito obrigada.

E tem razão. Muito provavelmente só vi as coisas por um prisma, e não avaliei correctamente o impacto positivo que o clip teve.

Como disse, muito obrigada por me mostrar o lado positivo. Confesso que por vezes sou demasiado crítica e só vejo um dos lados das coisas, tenho uma certa tendência a esquecer-me que tudo nesta vida tem dois lados. Queira por favor desculpar-me.

E regresse sempre que quiser para me "dar nas orelhas" quando achar necessário.

Um bem haja para si também e obrigada =)

Rita

Rui disse...

Muito bem dito, João. Espero que esta mensagem lhe chegue.

E parabéns, pois o meu filho tem o DVD do Natal da Malta, e adora-o (mesmo em Abril), e já adorava o Sonho da Malta (de 2008, quando ainda não falava).

Agora, a chegar aos 3 anos e com a re-edição da nova versão, canta-o sem parar (ás vezes sai algo tipo: 2uh-cinco-sete, ah ah aha, o sonho da malta...", mas "who cares", dança, agita a bandeira da qual se orgulha (já pediu para vestir a camisola na estreia da selecção, "comprou" uma touca para a natação com a bandeira nacional e ajudou os avós a pendurar a bandeira na varanda e ajudou-me a pendurar a nossa).

Últimas duas notas: ele pediu que o bolo de aniversário tivesse a imagem do Sonho da Malta (sem hesitações), mas não encontro muitas-pelo menos com qualidade aceitável), seria possível disponibilizar algumas?
Finalmente uma curiosidade: a versão Espanhola surgiu antes ou depois da "nossa"?

Rita: ser crítica é bom. É bom que ninguém se iluda e que há coisas bem mais importantes que o Mundial, bem mais perto de nós. Critique-se a "caridade" feita para fora quando temos pobres nas ruas de Portugal, quando temos idosos que morrem de puro abandono...enfim, tantas coisas para pensar seriamente...ficou-lhe bem aceitar que esteve mal, e isso é coisa rara e "de gente grande". Parabéns.

Rita disse...

Rui: "Critique-se a "caridade" feita para fora quando temos pobres nas ruas de Portugal, quando temos idosos que morrem de puro abandono...enfim, tantas coisas para pensar seriamente..."

Eu própria não diria melhor, sabe? É uma hipocrisia que infelizmente grassa na nossa sociedade. Fica bem ajudar os outros... e os nossos?...

Quando ao admitir que estive mal... ensinaram-me a reconhecer e a admitir o que faço e o que digo, seja para o bem, seja para o mal. E como referi, não vi as perspectivas do João. Não o reconheço por ser "de gente grande" mas sim por perceber que há pontos de vista que eu não tinha equacionado, de que não me tinha lembrado, e é sempre bom conhecer os vários lados de uma história =)

Obrigada pelo seu comentário =)

João disse...

Olá Rui e Rita,

as mensagens chegaram-me, gosto sempre de ver o que surge no seguimentos do que ponho por esta internet fora e é com muito agrado que vejo a conversa a desenrolar-se de forma tão agradável!

Rita: sem problema, mesmo; nem é preciso pedir desculpa! O post pareceu-me ser um misto de não pensar em todas as vertentes de uma coisa com uma sensação de "invencibilidade e omnipotência derivada de estar atrás de um teclado e monitor" (que me irrita solenemente, confesso). Ainda bem que foi só a primeira e o meu post alterou um pouco esse raciocínio! :)

Rui: obrigado pela mensagem, e obrigado pelos parabéns apesar de eu não ter trabalhado no Sonho da Malta antigo nem no Natal da Malta.
E dá um gozo enorme saber estas pequenas histórias ou olhar para pessoas a ver os DVDs nas lojas e a levar um!

Em relação à imagem, é claro que posso, esperando que ainda vá a tempo do aniversário. Depois, se fosse possível, gostaria de saber como correu! Ei-la, dá para cortar, pôr texto, etc: http://dl.dropbox.com/u/3527910/Os_3_HD.jpg !
A versão espanhola foi feita em simultâneo. Foram pensadas desde cedo várias versões para rentabilizar o trabalho carinhosamente investido na animação destes amigos virtuais adaptando-os a vários mercados (Portugal gosta muito de bola, mas é pequenino!...).

Rui/Rita: sim, quem produz coisas tem bem a noção que está no sector do entretenimento, algo sem a sociedade podia passar (mal, quiçá, mas podia). Nesse sentido não sinto o meu trabalho como profundamente recompensador. Mas certamente cruzar-se-á com o meu caminho de vida! E reforço o elogio: admitir erros é difícil para muita gente- eu incluído!

Rui disse...

João

Obrigado pela imagem. Infelizmente não veio a tempo, pois o meu filho fez anos na passada 2ª, dia 28.

Acabei por ter que "recortar" algumas imagens e trabalhá-las o melhor que conseguia. Foi a primeira vez que mandei fazer um bolo com impressão, por isso não fazia ideia do que era importante ou não. O meu cunhado, que trabalhou no local que fez o bolo, ainda retocou mais.

A imagem final ficou assim:
http://i320.photobucket.com/albums/nn335/ruca2k8/Sonho%20da%20Malta/sonhodamalta.jpg

e o bolo ficou assim:
http://i320.photobucket.com/albums/nn335/ruca2k8/Sonho%20da%20Malta/10-06-28_126.jpg

Obrigado na mesma.

Rui

João disse...

Rui. De nada, apesar de não ter ido a tempo. Obrigado pela imagem do bolo, vou guardar e espalhar por aqui :)

Espero que a imagem que enviei dê para ir ao photoshop e escrever um texto para o pequenote e dê para por numa parede ou forrar um livro!

João

Rascunhos antigos