Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quinta-feira, março 25, 2010

Em paz











Assim me sinto hoje.
Calma, pacífica, cheia de uma alegria morna, de um contentamento sereno... em paz comigo e com o mundo...
Sou una com o que me rodeia, e adoro essa sensação...

Voltei a escrever, recebi boas críticas ao Curiosidades Históricas e ao Desafios da Escrita.
Sinto-me realizada quando escrevo. Sinto-me plena. Sinto-me eu própria, sinto que posso explorar todos os meus lados.
Quando escrevo sou calma, furiosa, meiga, cruel, sou tudo e todos, todas as emoções boas e as mais vis, tudo me enche e há esta necessidade de transbordar para um papel, para um computador, para a minha memória...
Quando viajo, recolho todas as impressões, e tudo transmito à escrita...
E depois fico assim...
Em paz. Contente. Cheia. Serena.
E é bom.
Na escrita me refugio... na escrita, encontro o meu "lugar feliz" que me protege deste mundo doido e acelerado em que vivo...
E é bom...






"Nosce te ipsum"

4 clips:

Elias disse...

Isso é óptimo, minha linda :)
Fico muito contente de teres (re-)descoberto essa actividade fascinante e que te faz sentir realizada. Espero um dia ter o teu primeiro livro nas minhas mãos :)

Rita disse...

Obrigada meu amor =) É de facto fascinante, é de facto uma das coisas que me realiza (sendo a outra tocar piano, como sabes...). Sou indubitavelmente das artes... Não há nada a fazer lol.

E sim, um dia terás o meu primeiro livro nas tuas mãos!

lampâda mervelha disse...

Ontem escrevi-a em paz...

A escrita para mim... não sei explicar assim desta forma. Não sei mesmo. Fiquei largos minutos a tentar descrever.

Rita disse...

Lampada: acho que nunca ninguém consegue descrever realmente o que a escrita nos faz sentir, sabes?... Podemos tentar, como eu fiz, mas acho que é uma experiência demasiado pessoal, demasiado íntima e intensa para poder ser posta correctamente em palavras... =)

Beijinhos

Rita

Rascunhos antigos