Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quinta-feira, março 25, 2010

Hoje sinto-me....

Romântica. Feliz. Bem disposta. Alegre.

No caminho para o trabalho, liguei a Antena 2. Marta Argerich interpretava a primeira balada de Chopin, em Sol menor. Era uma gravação de 1959, ainda antes de ela ser internacionalmente reconhecida.

Confesso que foi o início de dia perfeito... A estrada estava deserta, o dia cinzento não me fez diferença, conferiu um certo mistério ao que me rodeava. As árvores pareceram-me mais belas que nunca, ao som de Chopin. Ao som da musicalidade e interpretação fabulosas de Argerich. Meu Deus... quanta profundidade em cada nota! Quanta emoção, quanto carinho, quanto desespero, quanta alegria...
Despertou em mim sentimentos que não sei descrever... mas acho que assim é porque eu não sei viver sem música, sem piano, sem tocar, sem interpretar... e comovo-me quando oiço algo tão belo e que fala tão dentro de mim como aquela balada. Não é à toa que um dia hei de a tocar...

Com este fundo musical, pensei em tudo, em todos, no que me rodeia, no amor que sinto pela Natureza, pela minha Família, pelos meus amigos.

Senti-me parte de tudo e de todos, como se a minha alma tivesse saído de mim e se tivesse fundido com o resto do mundo.

Foi fantástico.

Talvez este seja um post lamechas, I don't care.

Sinto-me feliz, alegre, bem disposta, amorosa, carinhosa, contente... e sim, romântica, porque hoje faz 11 meses que comecei a namorar.

Tudo em mim hoje é amor e boa disposição, felizmente aquele mau humor de ontem desapareceu!

E isto à conta de ter ouvido Chopin, a caminho do trabalho, numa estrada deserta e debaixo de nuvens cinzentas... Love it!

"Nosce te ipsum"

15 clips:

AuBoulot disse...

Minha Kida!
Fabulosa a Marta! Também eu vim a ouví-la! Dentro de dias já a teremos em casa...
Adoro-te!

Rita disse...

Vamos comprar o CD?? Fixe!! Eu no carro vinha mesmo a pensar que queria imenso comprá-lo...

Beijinhos, Nai, também te adoro!

Inês Correia disse...

:)

Helena disse...

Ainda bem! É tão bom quando começamos um dia assim...

Beijinhos

Helena

Lu! disse...

=)

Gosto de te ler assim, bem disposta e animada hihi

Aliás gosto de te ler de qualquer forma hihi

Ouvir Chopin... Na sei... Acho que não é muito o meu estilo, mas quem sabe até goste??

LOL

Beijinhos

Olhos Dourados disse...

Isso é óptimo!

Jo disse...

Sentirmo-nos bem e felizes é o melhor do Mundo :)

Rita disse...

Obrigada a todos! xD

Elias disse...

É muito bom ver te assim feliz e bem disposta, deixa-me a mim logo feliz também hehe...:)
Confesso que não conhecia essa pianista... mas como tu tb não conheces alguns dos grandes guitarristas, já não me senti tão mal quanto isso lol :P...

Rita disse...

Elias, não conhecias? Um dia tens que ouvir qualquer coisa dela. Para mim é um portento =)

lampâda mervelha disse...

Oiço constantemente música enquanto trabalho. Por vezes farto-me de tudo e levo dias a ouvir apenas Antena 2.

"Ohhhh como tu estás....", oiço dos colegas. Sorrio.

Sorrio porque quando levo outro género de sons, dizem-me o mesmo.

"Este gajo ouve tudo". Sorrio de novo.

Sou eclético, necessito sê-lo. Porque necessito sentir. E gosto...

Rita disse...

Lâmpada: Como eu te compreendo! Eu é por fases. Tenho alturas em que só consigo ouvir Antena 2. Tenho alturas em que preciso de mudar, então só oiço outras rádios. Outras alturas, apenas polifonia sacra... depende muito dos dias, depende muito da disposição... e por isso entendo perfeitamente o que estás a dizer, comigo passa-se o mesmo.

Uma vez uma colega de casa perguntou-me se eu não tinha acidentes de carro a ouvir a Antena 2. Ri-me interiormente... Não podia esperar mais de alguém que considera que a única música decente e audível é a música de discoteca, as batidas que se enfiam dentro da cabeça e fazem o corpo vibrar...

lampâda mervelha disse...

Só ouve isso? Que enfadonho...

Aqui fica uma experiência...

http://lampadamervelha.blogspot.com/2006/08/macro-desintegrao-micro-administrao.html

:)

Rita disse...

Lâmpada: obrigada pela sugestão! =) Já li, já comentei... mas apesar de adorar a energia com que descreves essas sensações, admito que não tenho "curiosidade" em experimentar um ambiente assim. Talvez por um problema meu, "sufoco" no meio de muita gente... lol

lampâda mervelha disse...

Foi uma troca que se fez. Queimar neurónios umas quantas vezes, para retirar uma conclusão. Acaba por não compensar... uff!


Obrigado. :)

Rascunhos antigos