Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quarta-feira, março 31, 2010

Das coisas engraçadas =)

Ontem, no emprego, atendi uma rapariga muito simpática, que está a tirar Mestrado. Precisava de umas informações. Como isto é tudo muito formal, era "você" para aqui, "vocÊ" para ali, nada de tratamentos por tu, mas que rebaldaria é essa!!!!

Ficou de regressar hoje, porque eu tinha que lhe dar uns papéis...

Oh, tu pra cá, tu pra lá... maravilha!
Gosto mesmo, não tenho feitio para ser tratada por "doutora"... somos as duas jovens, provavelmente da mesma idade, e ambas com pinta de simpáticas... para que nos havíamos de estar a tratar com tanta formalidade??

E é esta mais uma das coisas que gosto =) A naturalidade da interacção entre as pessoas.

Não há cá títulos quando nascemos... então por que havemos de perder a humildade e exigir que nos comecem a tratar por Doutora e afins?? Não é muito mais simpático podermos ajudar-nos uns aos outros, com naturalidade, com simpatia e cortesia?

Confesso... este "tu" pôs-me a sorrir (o que hoje não estava fácil!)

"Nosce te ipsum"

17 clips:

marie disse...

Obrigada pelas tuas palavras. :) Gostei do teu blog. :)
És arqueóloga? O meu soooonhooo desde sempre era ser arqueóloga, acabei por seguir Marketing, pois pensava que teria mais saidas profissionais (e também é uma área que eu adoro) mas afinal marketing que é bom nem ve-lo. :)

bjinho **

Rita disse...

Marie: sim, sou arqueóloga =) E em setembro, serei também professora de Piano, dado que também estou a concluir essa licenciatura =)

Lol, normalmente é sempre assim... seguimos algo e depois aprecebemo-nos de que não é bem aquilo que estávamos à espera... pelo menos comigo foi o que sucedeu...

Enfim, obrigada pela tua visita ao meu blog! Espero que voltes muitas vezes. Da minha parte, tenciono ir "melgar-te", também gostei mt do teu e, como te digo, identifico-me com muito do que escreves lá, apesar de só o ter descoberto agora...

Beijinhos

MoonLight disse...

realmente é muito melhor quando as pessoas se tratam naturalmente e sem restriçoes..

formalismos, só quando estritamente necessário!

beijo

Rita disse...

Moon: Totalmente de acordo!! E eu que me dou "tão bem" com títulos e doutourices... quando me ligam para o emprego e pedem para falar com a Dra. Rita até me sobem arrepios pela espinha acima!!

Bleagh!!!

lampâda mervelha disse...

Já tive um cliente que insistia em ser tratado por D. Fulano-qualquer-coisa...

Ele há com cada um...

Olga disse...

Infelizmente existem pessoas que ainda dão muita importância aos títulos. Acho que fazes bem, para se ser uma boa profissional não se precisa de os mostrar só as capacidades de cada um.

Rita disse...

Lampâda: Pois é... o que se há de fazer?? Gente com a mania que é importante...


Olga: Exacto. Não é por me tratarem por Dra. que vou ser melhor ou pior arqueóloga, melhor ou pior professora de piano, nem melhor ou pior pessoa! Sou apenas a Rita! E gosto que assim seja, sou alérgica a títulos! :p

Beijinhos

lampâda mervelha disse...

Pronto, confesso... há alturas em que gosto de ser tratado como Imperador........

Elias disse...

Subscrevo o que disseste. Também estou numa de me libertar de formalismos desnecessários (por exemplo no forum, costumo usar o "tu" por norma, mesmo em emails, apenas se o outro me contactar primeiro e não usar "tu", ai também sou mais formal). No entanto, confessa lá se não sabe bem os nossos alunos tratarem-nos por "stôr" ou "professor"... ;) :P... uma pontinha de orgulho (será essa a palavra mais correcta?) acho q não faz mal a ninguém ;)

O Toninho disse...

Essa coisa do Dr. e coisas parecidas são formalismos que por vezes criam barreiras desnecessárias

Rita disse...

Senhor Imperador Lampâda, está registado. Que nada lhe falte!

Rita disse...

Elias, são coisas diferentes. Se nós somos professores, claro que os nossos alunos não nos vão tratar pelo nome, não se tiverem 11 anos e nós 25. Nada tem a ver com orgulho... Aqui o que está em questão é alguém nitidamente da minha idade, com as mesmas habilitações que eu, tratar-me por Doutora. Isso é que me faz comichão, não sou doutora de coisa nenhuma, sou apenas a Rita, entendes? Foi isso que quis dizer =) E respondendo-te... a primeira vez que me chamaram professora foi tããããããão estranho!! Nem parecia que era eu!

Rita disse...

Toninho: totalmente de acordo! E acho que há barreiras que não fazem sentido, não se queremos ser bons profissionais e ajudar quem nos contacta porque precisa da nossa ajuda. Hoje foi ela que rpecisou da minha ajuda, amanha posso ser eu a precisar da dela, logo... =)

Obrigada pela visita, volta sempre que quiseres =)

Olhos Dourados disse...

Pois é!
Eu não gosto nada é que me chamem por "Dona", faz-me sentir tão velha...

Rita disse...

Olhos Dourados: é... Pior que Dona, só Senhora Dona Fulana de tal... lololol é horrível!! Os títulos deviam ser todos abolidos... :D

xD

Beijinhos

Inês Correia disse...

Concordo plenamente. Detesto quando se metem a "Senhora isto" "Senhora aquilo", que no meu caso costuma vir com a minha profissão à frente... Se os nossos paizinhos (ou avós, tios ou afins) nos deram um nome foi para ser usado! Em relação ao você há situações e situações mas os títulos, o senhora, a dona podem todos ser abolidos.

Rita disse...

Vamos abolir tudo!! Nem mais, se temos um nome... está tudo dito! :p

Beijinhos

Rascunhos antigos