Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

quarta-feira, março 03, 2010

E mais uma vez, nesta altura do ano...

Acabei de receber um email de uma certa quinta (da qual eu nunca ouvi falar... e agora saber como raio ficaram com o meu endereço??? era engraçado saber, não?...) que dizia assim algo no género:

"dia 8 de Março, dia da Mulher, liberte-se da opressão"...

Ora bem...

A última vez que vi, sou mulher em Portugal e não sou oprimida: tenho direito de voto, direito a escolher o meu marido, direito a trabalhar, direito a estudar, direito a não arrumar o meu quarto se não me apetecer, direito à expressão dos meus pensamentos... e a última vez que vi, sou mulher todos os dias...

É uma data que sinceramente acho que já não se justifica celebrar... mas claro, isso sou só eu que sou estranha e tal...

"liberte-se da opressão"... pois claro...

"Noscete ipsum"

7 clips:

Luís disse...

Está calada que és para servista e não ouvida.


:P

Ti Coelha disse...

Olá

Venho agradecer a simpática pegada que deixou no livro de visitas.

Apareça sempre que quiser.

Beijinhos

Ti Coelha

Tita disse...

Luís: esse tipo de comentários... epa... é naquela... sei que estás na brincadeira, mas mesmo assim...

Ti Coelha: aparecerei sem dúvida! Mas deixemos de lado os tratamentos por "você", por favor... Obrigada! Beijinhos!

=)

Scherzan disse...

Cara Tita, como concordo contigo. Obviamente não sou mulher e não vivi o tempo a opressão, mas é muito óbvio que há movimentos feministas que parecem ser saudosistas em querer reviver o tempo em que assim era.
Enfim...

Tita disse...

Pois é Scherzan... nem sabes como me faz confusão as mulheres que, em carneirismos, se juntam em espectáculos deprimentes de jantares de grupo, regados com muito álcool, falando mal dos homens, esses seres inferiores que durante anos se julgaram superiores a nós e bla bla bla...

Vamos lá aqui ser sinceros... Tirando em algumas situações em que nós somos prejudicadas (como por exemplo em certos sítios sermos despedidas ao engravidar e por aí fora), hoje em dia não creio que nos possamos considerar oprimidas, rebaixadas, humilhadas, nem que possamos ainda sentir-nos reduzidas ao papel de "mulher é dentro da cozinha".

Aliás, o que se passa é que ganhámos o direito a estar dentro da cozinha... em vez de termos a obrigação de lá estar... faço-me entender?

Assim, o que se celebra realmente neste dia?

Para mim, é apenas uma desculpa para mais uns jantares, mais umas bebedeiras, mais uns "corte e costura". Tudo ao abrigo da liberdade de se ser mulher. Enfim...

(E sim, sou uma mulher estranha...)

Lu! disse...

Eu cá não gosto de comemorar só porque é o dia ah e tal é dia da mulher... Somos mulher todos os dias e não só a 8 de Março eheh

Tita disse...

Lu: nem mais. Eu sou mulher todos os dias, desde que nasci (pelo menos nunca me lembro de ter sido outra coisa)... e celebro isso todos os dias!! :p

Rascunhos antigos