Amor eterno...

Lilypie First Birthday tickers

segunda-feira, março 01, 2010

Entristece-me mesmo...

Eu não sei...

Começo a perguntar-me se os nossos políticos não têm mesmo pingo de vergonha na cara.
A ser verdade a história das escutas, como têm lata para continuar a aparecer "de cara lavada" ao povo português?

A ser verdade a história das escutas, eles pensam que nós ainda acreditamos neles?

Senhor José Sócrates, independentemente de ser ou não engenheiro... Não acha que o ditado popular "onde há fumo há fogo" é verdadeiro? É que o senhor está debaixo de uma fumarada tão intensa que não sei como consegue respirar... Claro, é uma cabala contra si... o senhor é a vítima disto tudo...

A ser verdade a história das escutas, como continuam eles a governar?

A não ser verdade a história das escutas, a quem mentes perversas chegaria a ideia de montar tão grande esquema?

Não entendo, e entristece-me pensar que o nosso país, que outrora foi grandioso, está reduzido a isto... mentirosos, corruptos, aldrabões, hipócritas e trafulhas à frente de um país que se diz "civilizado".

Com tudo o que tenho visto, perdoem-me o cepticismo... mas acho que de civilizados e evoluídos temos pouco... e não vai ser uma nova ponte sobre o Tejo ou a construção do TGV que vai mudar a minha opinião...

O que realmente mudaria a minha opinião era ter gente honesta a governar Portugal... mas se calhar estou a pedir de mais...

:(



"Noscete ipsum"

2 clips:

Elias disse...

Nem mais... tenho no entanto a secreta esperança que a carreira do nosso "amigo" Sócrates encontre um fim prematuro com tudo isto... se ainda agora na holanda também um escandalo qualquer acabou com o governo... e é um pouco diferente daqueles casos em que só se fica a saber depois, como na alemanha aconteceu há uns bons anos atrás com o ex-chanceler Helmut Kohl...

Tita disse...

O amigo Sócrates, quer-me parecer, não vai cair tão facilmente.

Tenta imaginar um polvo. Mas com 3x 8 braços. Cada braço está infiltrado numa determinada área.

Mesmo que esse braço seja cortado, há não sei quantos mais... e o polvo continua lá...

Rascunhos antigos